quarta-feira, 14 de novembro de 2007

Quem tem a razão?



Como Irã e Iraque
Israel e Palestina
Lutam em mim ou em Severina
A Razão e a Emoção.

Guerra essa enTão civil
Encontra-se em todo o mundo
Incontida em todo mundo
Do novo ao ancião.

Trincheiras são construídas
Munições adquiridas,
Induzem-nos a outros conflitos
Consequentes e paralelos:

Fazer x não fazer
Ter x não ter
Crer x Ater
Ser ou talvez não ser?

????????
???????
??????
?????

Por todo, a luta não findará...
Mas pode-se amenizar.

Uns pesquisam SunTzu
Outros procuram por ONU’s
Há os que desdenham. Que tolos!
Esses tendem a sofrer mais.

Seja qual ela a escolhida
A luta não está perdida.
Não fuja... desista jamais!

(Felipe Carvalho – FC)
novembro de 2007







4 comentários:

Mari disse...

Eu tenho!! rs... você soube traduzir bem o que eu estava sentindo... mas a arte serve pra isso mesmo, não? Pelo menos é por isso que eu leio poesia, para me entender melhor, para entender melhor o mundo. Não quero coementar as formalidades, porque minha identificação com este poema foi puramente emocional. A razão perdeu... rsrsrs... beijosssss

Vanessa disse...

Fêeeeeeee!!!!!!
Ameeeeeei as poesias viu, vc está de parabéns... aliás sempre esteve, pois foi, és e sempre será um grande escritor rsrsrs
Mas estão faltando algumas poesias, vc não acha?! hahaha
Beijão,
Van

Marcela disse...

Feeeeeeeeeeeeee....
Difícil saber quem tem a razão heim!!
Eu msm naum tenho...vc bem sabe neh?! rsrsrs

Mais uma vez tá de parabénsss!!!
Adoroo entrar aqui e ler suas poesiass!!

Um beijo enormeeee!!!
Saudadess!!!!

cristina disse...

Parabéns é pouco pra vc gurii... parei e li cada uma delaaass..viajei, relembrei, refleti, aprendi,em minutosss.. Adorei suas poesias e tenha certeza q estarei sempre por aqui..

um abraço Fe, Saudades Cris!!!