domingo, 4 de novembro de 2007

Check-up

Após baterias de testes cardíacos, o Dr. relatou
Que nada de adverso há em meu coração. Ufa!
- Pode ficar despreocupado! Mas sempre
Atento ao controle físico e alimentar.

Que maravilha! Às vezes equivoco-me
Atribuindo problemas sem causa
Divergindo entre o sentir e o estar,
Preocupando-me com o porvir e suas conseqüências.

Senti que, por alguns momentos, ele passou
Por um sedentarismo pontual, similar aos atletas de fim de semana,
Causando arritmias, aparentemente preocupantes,
Enfunando-se em proporções assustadoras.

Sua alimentação era à base de rúcula e outros vegetais.
Sem muitos temperos. Apenas sal e vinagre.
Em momentos de crise, era inevitável o desejo
Por sonhos de creme e petit gateau - com chocolate meio amargo.

Vida nova! Demitida a ansiedade, se bom ou ruim,
As coisas mudaram. Uma dieta rica em proteínas,
E doces à vontade. Sempre com o suporte e
Acompanhamento da minha nutricionista e personal trainer.

Parece que está sendo benéfica essa idéia
De permitir transformações no cotidiano desse órgão vital.
Mas por precaução, adquiri via internet um desfibrilador,
Que, não tão breve, desejo utilizá-lo.

(Felipe Carvalho)

3 comentários:

Carol disse...

Mto mto mto Boa... Sua fã numero 2!rs

Bjoooooo Futebol Clube! rs

Mari disse...

Grande alegoria do amor e da vida. O princípio deste poema é genial! Pra mim este é um dos seus melhores textos. Você cria imagens e relações que conseguem ser, ao mesmo tempo, bem humoradas e sérias. Ótimas metáforas. E olha que nem é um poema super trabalhado estruturalmente. Eu, particularmente, adoro versos brancos e livres. Sempre me ligo mais ao conceito do que à forma. Adorei a idéia, ainda mais tendo o poeta por perto e conhecendo os bastidores da criação... rs... e olha que eu nunca gostei da crítica genética (aquela que estuda o processo de criação dos poetas, lembra?). Cuidemos bem dos nossos corações! Quero doces à vontadeeee!

Roberta disse...

Genial esse. No início tive um etendimento, depois peguei o contexto. Lindoooooooooo!