terça-feira, 30 de setembro de 2008

Windows

Fecho uma e abro outra...

Sem muito rodeio, transito pelo tempo, sem pressa e pressão... Escolho cores, temas, monto cenários, traço caminhos, faço escolhas. Sou livre... posso ir, vir quantas tantas quiser e puder.

 

Vejo luz... forte luz hipnotizante. Vidas, mortes. Boa-noite-cinderela... Trilhas, túneis, cavernas... Onde estávamos? Sem perceber… Voltamos ao ponto zero, mesmo que, muitas vezes, esse  não seja necessariamente o inicio, mas que podem nos ajudar a postergar o fim.

 

Dormimos, voltamos... Já é rotina.

 

Vemos o outro lado. Reduzem-se os espaços, aproximam-se os corações aflitos, à espera do amanha incerto, mas desejado. Sonhos, sonhos... já é amanha, mas...

 

Trabalho, trabalho... livre, escolhas, trilhas, rotina, sonhos... Trabalho, trabalho...

 

Tudo parece previsível. Temos em mãos o manual. De tão completo, confuso...

 

E agora, qual devo  abrir?


(Felipe Carvalho - FC)

Stembro de 2008

Um comentário:

Andréa Cristo disse...

Olá, gostaria que você entrasse em contato comigo. Obrigada.
andyzenlove@gmail.com